Plano de marketing para MEI: 11 estratégias de baixo custo

Marketing e Vendas MEI
Publicada em 29/05/2018 - Fonte: Serasa Empreendedor

Já se foi o tempo em que uma formação de nível superior era suficiente para conquistar e manter um espaço no mercado de trabalho. Com o passar dos anos, o marketing tem ganhado cada vez mais força, ao ponto de se tornar imprescindível para o sucesso profissional.

Você é ou pretende se tornar um microempreendedor? Então saiba: o marketing para MEI deve estar na sua lista de prioridades. Por mais que, ao menos no início, seja difícil tocar o negócio e divulgar o próprio trabalho simultaneamente, o resultado final mais que é recompensador.

Mas quais seriam as melhores estratégias de marketing para Microempreendedores Individuais? Continue a leitura para conhecer 11 táticas eficientes e de baixo custo!

1. Aposte no marketing pessoal

A vida de um MEI exige uma desenvoltura acima da média para conciliar o trabalho com a divulgação das atividades exercidas. Se for incapaz de promover as próprias habilidades, o profissional corre o risco de ficar sem clientes!

Para elaborar um bom marketing pessoal, você precisa considerar os seguintes aspectos:

  • elaboração de um planejamento estratégico da carreira pretendida, incluindo o objetivo final a ser atingido, além da estipulação de um prazo para isso;
  • desenvolvimento de um plano tático, incluindo o método a ser aplicado e as ações necessárias para alcançar os pontos definidos anteriormente;
  • criação de um networking eficaz, associando-se a uma rede de contatos que possa, de alguma forma, contribuir para alavancar sua carreira.

Por outro lado, lembre-se de que você tem uma empresa para gerenciar. Logo, é igualmente necessário cuidar da imagem do negócio, separando-a da imagem do empreendedor — você mesmo! Desse modo, será bem mais fácil obter uma visão externa do andamento dos processos. Com esse panorama mais claro, a gestão será bem mais efetiva.

2. Foque no digital

Marketing digital é uma das formas mais baratas e acessíveis de encontrar o seu publico.
Foco no Marketing Digital

Na prática, desvendar os mistérios por trás da mente dos seus clientes é primeiro passo para a criação de um marketing digital eficiente. Com isso, você consegue concentrar suas energias em possibilidades reais de captação e até mesmo vendas online.

Em uma era digital como a nossa, os blogs e as fan pages precisam de atenção redobrada. Mas repare que, embora o processo de criação de uma fan page seja simples, bastando seguir as instruções do Facebook, o gerenciamento e a alimentação do conteúdo deve ser conduzido por profissionais especializados. E esse é o diferencial tanto de uma fan page quanto de um blog de sucesso, viu?

E você já parou para organizar sua loja virtual? Já pensou no domínio que quer comprar? Já sabe qual serviço de email usar? Qual empresa contratar? Quem pode me ajudar? Sabemos que essa parte pode ser bem complexa para quem não é do ramo de comunicação. Então, faz assim, acesse o site Terra Empresas e veja que eles podem ser um excelente parceiro para sua microempresa.

3. Participe de fóruns de discussão

Outra forma de potencializar o marketing das suas atividades é simplesmente participar de fóruns. Mas como escolher se existem milhares de fóruns pela internet afora? Antes de mais nada, reserve um tempinho para filtrar e selecionar aqueles que sejam devidamente associados a suas atividades. Se você é um MEI fotógrafo, por exemplo, busque fóruns sobre fotografia! Não tem mistério.

Depois de feita a seleção, parta para a leitura dos tópicos. E fica a dica: o ideal é que sua participação se inicie aos poucos. Assim, gradativamente, você conseguirá criar certa reputação no grupo. Chegando nesse ponto, já vale a pena criar tópicos de discussão, desde que consiga responder aos comentários que forem surgindo, ok?

4. Busque parcerias

Parceiros podem fazer o o seu negócio crecer
Busque parcerias para ativar o seu negócio.

De fato, as disputas empresariais existem, claro, mas já pensou que os microempreendedores podem se aliar em vez de se enxergarem como inimigos? Essa mudança de pensamento promove um marketing extremamente benéfico para todos os envolvidos. Estamos falando de parcerias estratégicas.

Se você decidiu criar um blog, por exemplo, experimente seguir, acompanhar e comentar nas postagens de outros blogs — aqueles que abordam temas em comum com os seus. Seguindo o mesmo raciocínio, é mais que válido seguir perfis de profissionais que atuam no mesmo ramo. E isso pode ser feito em várias redes sociais, como Instagram, Facebook e LinkedIn. Foque em prestigiar o trabalho de quem faz o mesmo com relação a você.

5. Venda benefícios em vez de serviços

Atualmente, os melhores canais para exibir todo o valor agregado ao produto ou serviço costumam ser: página do Facebook e blog. Ambos criam uma aproximação entre consumidores e possíveis clientes com seu negócio. É por meio das postagens por lá que você conseguirá estabelecer uma conversa com cada pessoa e, assim, gerar interesse pelos benefícios proporcionados e não pelos serviços em si.

Uma vez que o interesse existe, as pessoas passam ficam mais estimuladas a fazer um comentário ou outro, interagindo de alguma forma. A partir daí, basta manter a chama do interesse acesa! Isso acontecerá por meio de respostas aos comentários e do incentivo para compartilhamento do conteúdo — no caso do Facebook, por exemplo.

6. Crie programas de indicação

Dependendo da área de atuação, os profissionais autônomos podem ficar reféns de indicações. Na prática, o processo é muito simples: alguém fica muito satisfeito com o retorno do investimento proporcionado por aquele serviço, passando a indicar o profissional para amigos e familiares. Mas como estamos com a era digital a pleno vapor, convém explorar melhor esse recurso!

Pensando nisso, que tal criar um canal de indicações do seu trabalho em algum site ou blog? Para começar, você pode simplesmente liberar os comentários e providenciar a criação de um campo específico para depoimentos, por exemplo. A partir daí, desde que faça um bom trabalho e divulgue esse espaço, o resto acontecerá naturalmente!

Estratégias para um plano de marketing para MEIs e ME
Um bom plano de marketing para MEI envolve estratégias online e offline

7. Invista em inbound marketing

O inbound marketing (marketing de atração) está diretamente relacionado com o marketing de conteúdo. Isso significa que você deixa de se preocupar apenas em vender a própria imagem ou um produto específico para, antes, ter um cuidado maior com a atração de possíveis clientes.

Na prática, isso significa que seu blog não precisa (aliás, nem deve) falar sobre o que você tem a oferecer em todas as postagens. Em vez disso, busque mesclar os conteúdos com assuntos igualmente relevantes, que estejam, de algum modo, ligados ao que faz. No momento adequado, você poderá ir direto ao ponto. Antes disso, é preciso estabelecer um primeiro contato com as pessoas, criando proximidade.

8. Tenha uma boa newsletter

Ainda sobre as novas formas de estabelecer uma aproximação maior entre o negócio e os clientes em potencial, temos aqui mais uma ferramenta: a newsletter. Esses e-mails são especiais porque mantêm um link permanente entre a empresa e o público-alvo. Mas o formato precisa ser desenvolvido com cuidado, para não se transformar em mera propaganda.

A newsletter pode sim divulgar as novidades específicas do negócio, desde que as pessoas que se cadastraram tenham aceitado essa proposta. Em geral, trazer dicas de conteúdos relevantes, relacionados ao que o negócio faz, é mais interessante. Para ter uma boa newsletter, você deve:

  • enviar apenas conteúdos que julgar relevantes;
  • distribuir esse conteúdo em parágrafos curtos, coesos e coerentes;
  • selecionar criteriosamente o que ocupará o campo do assunto no e-mail;
  • investir em um layout simples, sem poluição visual devido ao excesso de imagens;
  • analisar os retornos obtidos após o envio regular de uma determinada newsletter.

9. Crie um cartão de visitas

Analisando friamente, mesmo com a internet e tudo o que ela tem a oferecer, ter um cartão de visitas elegante e objetivo ainda é item básico. Quando se fala em marketing para MEI, o cartão surge como um ganho na possibilidade de fechamento de novos contatos. Alguém se interessou por seus serviços? Estique a mão e entregue seu cartão!

10. Compareça a eventos da área

De posse de um belo cartão, também é recomendável que você frequente eventos do ramo de atuação ou ao menos relacionados a ele. O que acha de fazer um esforço para estar presente em algumas conferências do setor, por exemplo? Em outros eventos, como feiras de profissões, talvez seja viável levar alguns folhetos.

11. Aprimore e repasse conhecimento

Mesmo que você só queira atuar diretamente na sua área, seja ela qual for, pense na possibilidade de dar aulas! Você pode gravar vídeos para postar em plataformas específicas ou no seu blog. Só tenha o cuidado de selecionar temas sobre os quais tem pleno domínio. Essa é uma forma bastante eficaz de autopromoção, que costuma render ótimas indicações. Para isso, o YouTube é uma ferramenta excelente.

Você sente que ainda não domina tanto assim um determinado conteúdo a ponto de gravar videoaulas no YouTube? Sinal de que deve se preparar melhor! E uma das melhores maneiras de fazer isso é por meio do Udemy, plataforma dedicada a cursos online. Ao todo, são mais de 55 mil cursos (muitos deles sobre empreendedorismo) lecionados por professores especializados. Dê uma olhada!

Como você pôde ver, o marketing para MEI pode se amparar em diversas estratégias de negócios. Cabe a você analisar quais delas se relacionam melhor com as atividades que desenvolve e, com isso, ir em busca do sucesso!

Por fim, aproveite para compartilhar essas dicas com seus amigos e familiares nas redes sociais!

Gostou desse conteúdo?
Compartilhe: