Crescimento contínuo: 5 estratégias de crescimento para a sua empresa

Gestão
Publicada em 03/07/2019 - Fonte: Serasa Experian
estratégias de crescimento de uma empresa

As estratégias de crescimento de uma empresa precisam ser sempre orientadas por dados, ou seja, é um componente que exige a maior precisão. Por isso, a tomada de decisão tendo como base o feeling empresarial ou o instinto deve ser evitada a todo custo.

A verdade é que há muitos gestores que conduzem seus negócios desta forma, digamos, pouco ortodoxa. Como a coisa até funciona no começo para solucionar algumas questões elementares, cria-se assim o hábito de decidir de forma irrefletida.

Quando isso acontece, o crescimento sustentável acaba sendo comprometido. Nesse caso, sustentabilidade não tem a ver com o meio ambiente. Trata-se de manter a empresa em um ritmo evolutivo constante, de maneira que as ameaças de fora não comprometam sua existência.

Portanto, se melhorar está em seus planos, continue na leitura. Você saberá a partir de agora o que fazer para que seu negócio cresça e apareça!

Os obstáculos de crescimento das pequenas empresas

Você já parou para avaliar criteriosamente o que dificulta o crescimento da sua empresa? Claro que há fatores que indiscutivelmente tornam a tarefa mais árdua. Entre eles estão a carga tributária, a burocracia brasileira e a falta de investimentos públicos.

Mas, e no seu nicho de atuação, quais seriam os obstáculos mais diretos? Talvez a inadimplência, por exemplo, seja um desafio a superar. Como mostram as estatísticas Serasa Experian, o consumidor brasileiro anda com dificuldades para honrar seus compromissos.

Sendo assim, a identificação dos obstáculos é indispensável para tornar a sua jornada de crescimento menos exposta aos riscos da economia e conjuntura externa. Avalie o contexto externo e interno, para que a sua estratégia de crescimento seja eficiente e eficaz.

Os estágios de crescimento de uma pequena empresa

Também é de grande utilidade identificar em que estágio evolutivo seu negócio se encontra para projetar o crescimento tendo-o como referência. Veja agora como se classificam os negócios por essa perspectiva.

Existência

A partir de uma ideia de negócios ou mesmo de uma empresa aberta por necessidade sua empresa nasce. Contudo, uma ideia não é garantia de sucesso. Por isso, a sobrevivência do empreendimento vai depender mais da sua capacidade de planejar e minimizar os riscos logo ao nascer.

Sobrevivência

Passada a turbulência inicial, sua empresa já começa a consolidar uma carteira de clientes. Também é nesta segunda etapa que os primeiros registros de lucro — desde que você tenha o controle financeiro — começam a aparecer.

Sucesso

A reputação do negócio já começa a se espalhar, se não pelas suas ações de marketing, pelo WOM, o popular boca a boca. Clientes começam a surgir por indicação, o que evidencia que sua cota de mercado pode crescer ainda mais.

Decolagem

Se a empresa não se acomodar com o sucesso e tomar as medidas necessárias, terá tudo para alçar voos ainda mais altos. Por isso, na fase da decolagem, é normal que o negócio conte com mais braços e mentes dedicados às finanças e à gestão profissional.

Maturidade

O estágio mais elevado do ciclo de crescimento empresarial é aquele em que a maturidade atinge o ápice. Como um negócio já amadurecido, sua empresa sabe melhor do que ninguém que toda atividade demanda revisão constante de métodos e processos. É normal também, na maturidade, que empresas floresçam dentro da sua empresa.

Os objetivos de crescimento

A definição de objetivos de crescimento em curto, médio e longo prazo é igualmente importante. Isso implica desenvolver métodos e adotar métricas para o acompanhamento preciso de cada etapa no processo evolutivo.

Sua ideia é aumentar as receitas em 25% dentro de 5 anos? Então, para esse objetivo de longo prazo, você poderá adotar outros de média e curta duração. Reduzir gastos mensais, por exemplo, é uma meta acessória que se encaixa nesse perfil. Sabendo onde quer chegar, fica mais claro o motivo de adotar as estratégias de crescimento de uma empresa, tal como as descritas a seguir. Acompanhe!

Estratégias para o crescimento da sua empresa

Antes de conhecer as estratégias que levarão seu negócio ao crescimento, aí vai uma dica: não deixe de conversar com o seu contador antes de investir. Ele é o profissional mais indicado para orientar sobre o que fazer com o seu dinheiro ou, se necessário, sobre as melhores opções na hora de solicitar crédito.

1.Investimento na satisfação do cliente

Fidelizar é mais barato do que atrair novos clientes. Essa é uma verdade incontestável e que deverá orientar todas as ações que tenham como objetivo o crescimento. Os números mostram o quanto a fidelização é importante, por isso, procure focar no atendimento

2.Equilíbrio financeiro e rentabilidade

Capital de giro, controle de fluxo de caixa e análises de rentabilidade são termos que devem fazer parte da rotina de uma empresa que tenha o crescimento como princípio. Não deixe de utilizar essas ferramentas de gestão. A sobrevivência de seu negócio depende delas.

3.Desenvolvimento de um planejamento estratégico

Planejar-se estrategicamente é como definir com antecedência um roteiro de viagem. Primeiro, você escolhe onde quer chegar, em seguida como chegar e depois o que fazer quando chegar.

4.Investimento em marketing

Sem marketing, nem gigantes como a Coca-Cola sobreviveriam em um mercado feroz e competitivo ao extremo. Assim, investir em estratégias que promovam seu negócio é mais que essencial. Dê preferência a estratégias orientadas para a internet. Afinal, seu custo é menor e você tem mais recursos para medir resultados.

5.Recrutamento e gestão de pessoas

Pessoas são sempre o maior patrimônio de uma empresa. Invista em processos de prospecção de talentos e, uma vez contratados, não deixe de estimulá-los com políticas consistentes de incentivo e de carreira.

Ferramentas indispensáveis

Claro que toda estratégia pede ferramentas que sejam adequadas à realização dos objetivos propostos. Nesse aspecto, além dos sistemas ERP e softwares de gestão de finanças, fazer uma Consulta na Serasa Experian é a sua melhor resposta para evitar a inadimplência.

Com ele, você tem acesso ao CPF ou CNPJ de milhares de possíveis clientes e fornecedores, o que é fundamental para tomar decisões mais certeiras. Ainda, consultar na Serasa Experian fornece históricos financeiros completos de seus clientes e ajuda a entender melhor o momento do seu fornecedor.

Você viu, ao longo deste artigo, algumas das possíveis estratégias de crescimento de uma empresa para negócios de todos os tipos. Seja você gestor de uma multinacional, microempresário ou MEI, esteja certo de que elas funcionam!

Outra estratégia de sucesso é se manter bem informado. Para isso, assine nossa newsletter, é totalmente grátis e você recebe direto na sua caixa de entrada!

Gostou desse conteúdo?
Compartilhe: