6 sugestões para a empresa crescer sem prejudicar as finanças

Finanças
Publicada em 29/04/2019 - Fonte: Serasa Empreendedor

Quanto tempo um gestor deve passar planejando e buscando sugestões para a empresa crescer? A resposta dessa pergunta pode dizer muito sobre como tem sido seus resultados.

É muito comum ver empresários e seus gestores empenhando toda sua força intelectual e de trabalho para resolver problemas do dia a dia. Em vez disso, eles poderiam dedicar um tempo para criar soluções preventivas, por exemplo.

Com um tempo destinado a corrigir os processos errados e planejar os objetivos de crescimento para o futuro, as ações do cotidiano da empresa terão um propósito definido, e, portanto, uma importância para seu avanço. Quer algumas sugestões para fazer isso? Fizemos uma lista bem prática. Confira.

1. Faça um alinhamento dos seus processos atuais

Falhas nos processos atuais causam prejuízos, aumentam os custos comerciais e geram desgastes com os clientes. Isso faz com que eles estejam insatisfeitos por excesso de burocracias e cheguem até mesmo a desistir da compra por serem submetidos a erros na venda.

Assim, não ter um controle para avaliação e liberação de créditos antes de fechar um negócio, por exemplo, pode desencadear vários problemas no controle financeiro e relacionamento com o cliente. Inclusive, pode gerar um custo adicional da realização de cobranças posteriormente.

Essa mesma conferência prévia também pode afetar quando o foco são os fornecedores. Negociar com parceiros que estejam com altos índices de inadimplência pode acarretar atrasos para a entrega de matéria-prima ou alteração em sua qualidade.

Alinhando processos que inclua desde ações preventivas, como também algumas que otimizem a negociação garantem mais segurança para a empresa e satisfação do cliente, considerando que tais melhorias deixarão o processo mais eficiente. Para um crescimento saudável, esses dois benefícios são essenciais.

2. Conheça bem o perfil de seus clientes

Entender bem as necessidades dos clientes é muito importante, tanto para atrair novos negócios com o mesmo perfil, como também para garantir ofertas de upselling e cross selling mais eficientes. Estas consistem, basicamente, em ofertar para os clientes já existentes, modelos mais avançados dos produtos ou serviços que já possuem ou outros itens que podem completar a experiência de uso, no caso do cross selling.

Ao entender o que os clientes querem, uma empresa pode fazer investimentos em estoques e modelar suas ofertas de forma inteligente. Ou seja, a empresa poderá investir com a maior probabilidade de venda já que são itens ou serviços que atendem as necessidades dos compradores.

Assim, uma empresa que comercializa produtos de limpeza para clientes corporativos pode aumentar seus estoques, ofertando linha de higienização para carros, caso ela identifique que seus clientes agora estão adquirindo frota própria de carros para seus representantes, por exemplo. Assim, é fundamental conhecer o perfil do cliente para adequar sua empresa ao máximo à sua necessidade.

Além disso, a linha de crédito também pode ser aumentada para aqueles que são bons pagadores e que estejam em franco crescimento. Um cliente que está tornando seu negócio em franquias pode precisar de negociação em maior quantidade.

Se histórico desse cliente é positivo, vendas mais robustas e com prazos diferenciados podem aumentar a receita da empresa, fortalecer o relacionamento com o cliente e ainda garantir um volume de negócios constantes para o futuro. Ou seja, fomentando o relacionamento com os bons clientes, uma empresa também garante o aumento de suas demandas.

3. Crie metas de vendas alcançáveis

Uma empresa que vai planejar seu crescimento anual precisa considerar suas expectativas de resultados e investimentos, além de definir as estratégias para aumentar sua capacidade produtiva. Esse planejamento dará maior realidade para a definição de metas para o setor comercial.

É preciso lembrar que o excesso de pressão pode desencadear atitudes que podem trazer prejuízos posteriores ao negócio. Um exemplo disso é a tentativa de vender a todo custo sem considerar a capacidade do cliente de honrar o pagamento, ou, diminuir tanto a margem de lucro que financeiramente não valerá a pena.

Outra boa contribuição é definir os objetivos anuais e depois reparti-los em períodos menores, mensais, bimestrais ou trimestrais. Isso fará com que a equipe tenha mais controle sobre suas obrigações e fique menos pressionada com metas intimidadoras.

4. Foque na gestão e retenção de talentos humanos

Uma das ferramentas mais cruciais para o crescimento da empresa são seus funcionários. Quanto mais qualificados e motivados, mais resultados trarão para o negócio.

Além disso, trabalhar uma gestão capaz de reter os talentos humanos também diminui a rotatividade da equipe. Isso permite que ela esteja sempre bem integrada e ciente do andamento dos processos, contratos com os clientes, suas particularidades, entre outros.

Ou seja, para uma empresa crescer é imprescindível ter uma gestão que valorize o capital humano, tanto para evitar despesas com recrutamento e causas trabalhistas, como para garantir a produtividade, nível de qualidade e uma sucessão bem preparada para continuar os progressos do negócio.

5. Escolha soluções otimizadoras

Para que uma empresa cresça de forma saudável, deve constantemente atualizar sua capacidade produtiva. Isso tanto na infraestrutura, como em seu organograma.Mas não é só fazer mais contratações ou aumentar o maquinário, no caso das fábricas.

Em alguns casos, o investimento pode estar em tecnologias ou soluções que otimizam o processo. Se uma empresa torna suas etapas mais ágeis e confiáveis, pode aumentar sua capacidade sem fazer grandes alterações em seus custos atuais.

É o caso da contratação de ferramentas online que permitem a consulta do CNPJ ou CPF do cliente antes da compra. Garantindo que todo vendedor possa utilizar esse mecanismo, o processo de aprovação de crédito é consideravelmente otimizado.

Também entra na categoria das soluções otimizadoras o uso de chatbots para dar suporte ao atendimento ao cliente. São, basicamente, robôs que usam uma base de dados configurada pela empresa para prestar algumas informações aos clientes e até mesmo fazer algumas interações de relacionamento por meio do telefone, e-mail ou redes sociais. Com isso, os vendedores podem focar seu horário útil para vender mais.

6. Discuta as sugestões para a empresa crescer com seus funcionários

Muitos problemas e gargalos do negócio são percebidos mais intensamente pelos funcionários que estão lidando diretamente com os clientes. Antes de adotar qualquer uma delas, procure saber a opinião de sua equipe.

Além de descobrir se elas irão atender todas as necessidades do negócio, isso também demonstrará que o conhecimento e experiência do time são valorizados e parte das resoluções para o crescimento da empresa.

Para que uma empresa possa crescer, precisa ficar atenta aos seus processos atuais, mitigar desperdícios que possam diminuir seu potencial de investimento. Além disso, ela precisará focar na antecipação das necessidades dos clientes para personalizar produtos e serviços mais eficientemente.

Alguma dessas sugestões para a empresa crescer são compatíveis com seu negócio? Deseja receber outras dicas e ferramentas para colocá-las em prática? Assine nossa newsletter e receba uma seleção de nossos melhores conteúdos.

Gostou desse conteúdo?
Compartilhe: